sábado, 8 de maio de 2010

MESTRES DO CAMINHO: ARTAUD E O HOSPÍCIO

                         ARTAUD E O CORPO VIOLADO PELO HOSPÍCIO


Passei nove anos num asilo de alienados.

Fizeram-me ali uma medicina que nunca deixou de me revoltar.
Essa medicina chama-se eletrochoque


, consiste em meter o paciente num banho de eletricidade
fulminá-lo
e pô-lo bem esfolado a nu
e expor-lhe o corpo tanto externo como interno
à passagem de uma corrente
que vem do lugar onde não se está
nem deveria estar

para lá estar.
O eletrochoque é uma corrente que eles arranjam sei lá como,
que deixa o corpo,
o corpo sonâmbulo interno,
estacionário
para ficar sob a alçada da lei
arbitrária do ser,
em estado de morte
por paragem do coração.

2 comentários:

Marta Rúbia de Rezende disse...

Jorge, caso não tenha ainda o livro do Daniel Lins sobre o Artaud (Relume - Dumará, mas esgotado), faça o download aqui: http://bibliotecanomade.blogspot.com/2010/05/arquivo-para-download-antonin-artaud-o.html

Foi uma modesta contribuição que dei a essa linda biblioteca nômade. bacio

Marta Rúbia de Rezende disse...

Postei uma coisinha no meu blog: Ao Jorge Bichuetti, curador de corpos sem órgãos. http://uzinamarta.blogspot.com/2010/05/corpo-sem-orgaos.html