segunda-feira, 20 de setembro de 2010

SOCIEDADE DE AMIGOS: COM UM PÉ ALÉM DA VIDA ( NIETZSCHE)

Para onde vamos?
CIDA CRUVINEL
Vamos para onde houver sol
sons, cores, vida e amores
Para onde houver  chuva
paixões e rumores

Vamos para onde onde houver
o descabido, o desmedido
a resistência, a potência
o vazio e o desentendido

Vamos em frente para o lado
para trás, para o alto e para baixo
no afeto profundo do desejado
no descontínuo processo

Vamos amigos, amantes
de histórias potentes
sem lenço, sem documento
lançando sempre sementes

Vamos em diferentes direções
em encontros virtuosos
contanto com braços e abraços
colhendo frutos milagrosos

Vamos amigo
por aí, por paragens
de estações primaveris
que nada mais são que  passagens
                                                                                 
                                                                                    
NUM FAROL

                                                                              Andréia Attié


Meu amigo querido, por onde você anda e o que anda fazendo?

Ah-gora cuido de um farol na porta do mar,
este lugar me escolheu para eu borbotar,
aqui me aventam as idéias e elas podem viver de salgadas.
Porque meu farol fica na ponta do mar,
há dias em que as gaivotas vêem me pousar:
descansar de guiar navios longe demais.
Você bem que podia vir me visitar,
por onda da sede de tanta saudade que tenho,
assim beberemos um da companhia do outro.
Pegue a primeira embarcação que passar pela Rua Pasárgada,
não se preocupe em trazer nada e nem com o caminho,
porque os mapas acertam todos a bússola.
Ah... Ia me esquecendo de te avisar,
não sou amigo do Rei, porque por aqui não tem reis; 
mas tem um peixe na telha de dar mel na boca,
comeremos na folha de bananeira para pegar gosto,
que as abelhas trazem sempre de véspera.
E quando você chegar, ah...
quando você chegar,
vou abrir as saias da noite,
será tanta luzridade para te abraçar os olhos.

Graças, irei amanhã mesmo, meu amigo!
Na verdade, já estou de malalma pronta.
Nada melhor que um amigo poeta e escolhido dos faróis,
para viver junto dele suas claridades.
Um amigo farol é como encostar-se ao dedo de Deus,
é como a alegria de uma palavra no lugar certo!

  

2 comentários:

Samara disse...

Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto

Quando o sol bater
Na janela do teu quarto,
Lembra e vê
Que o caminho é um só,

Porque esperar
Se podemos começar
Tudo de novo?
Agora mesmo,

A humanidade é desumana
Mas ainda temos chance,
O sol nasce pra todos,
Só não sabe quem não quer,

Quando o sol bater
Na janela do teu quarto,
Lembra e vê
Que o caminho é um só,

Até bem pouco tempo atrás,
Poderíamos mudar o mundo,
Quem roubou nossa coragem?
Tudo é dor,
E toda dor vem do desejo,
De não sentimos dor,

Quando o sol bater
Na janela do teu quarto,
Lembra e vê
Que o caminho é um só.

Vamos juntos!!!
beijos, samara

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Oi, patativa encantada, sua doçura renocva a fé na vida e a certeza de que os ventos da primavera hão de nos trazer um novo sorriso e novo caminho, de paz e serenidade. jorge