domingo, 24 de outubro de 2010

LIÇÕES DE BAREMBLITT: O ESQUIZOANALISTA MILITANTE

                                                                     JORGE BICHUETTI

Congresso de Uberaba, 2010. Uma mesa tematiza as conexões da esquizoanálise com as lutas sociais. Baremblitt fala usando a própria história. Família de imigrantes, o exílio... Vai pontuando uma visão de mundo: guerreira, ainda que confesse um traço de pessimismo...
Há questão pulula no ar: o que tem a esquizoanálise que desvela a micrpolítica e a revolução molecular com a utopia de uma transformação radical da socidade, rumo à construção inventiva de um outromundo possível?
O debate se dá fecundo...
Depois, Baremblitt ensina com uma fala onde quem fala é a sua pele e as suas vísceras. Dizendo:
- Contudo, estou disponível e presente a todas guerras que eu me sentir convocado...
Silêncio profundo. Ressonâncias intempestivas...
Uns escutam, num assobio inarticulado os versos da Internacional...
Outros, recitam mudos o velho Chico: quantas gueras terei que vencer por um pouco de paz...
Militar é agir... Baremblitt encarna uma utopia ativa: nos pensamentos, nos sonhos e nas suas ações...

2 comentários:

BorboletaMar disse...

Querido jorge...
Sempre tão leve... como as borboletas!
Boa semana!

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Borboleteemos, então, nos caminhos do cuidado, da generosidade, do amar, do cantar e do sonhar... Abraços jorge