sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

SOCIEDADE DE AMIGOS: CORPOS, DESEJOS E ENCANTOS

                    INTEMPESTIVO DESEJO
                                    Paulo Andrá Lacerda Alves

Carne tenra, suave sem sal,
Mártir do prazer, da sede;
Carne que crua cede
ao desejo sempre animal...

Vulnerável ao viril,
morre feliz e tesa;
ignora a macula presente
do voraz fuzil que te penetra

Partes que de vez em quando partes
e em pedaços pedem:
volte rápido de onde vais
para a dor que corrompe inebriando

Não tem mais porque
alimentar o ensejo,
se a carne que te seduzia,
apodrece afastando o desejo...


                    DESEJOS... QUE QUERES?...
                                                    Adilson S. Silva

Che vuoi?
Como és bonita !
Tenho olhado
Bem dentro dos teus olhos,
Tentando desvelar
O enigma dos teus desejos.
Que Queres?
Que desejas enfim?
Imagem especular,
Sol da manhã,
Olhos que arrastam
Como o mar sem fim...
Silêncio e escuta ,
Não basta ler Lacan.
Um olhar de angústia
Do analista
Deitado no próprio divã.



               MORTE-BAILARINA
                                 Marta Rúbia Rezende

No quinto andar
na dor.
O que pode um corpo?

Pode tudo a dobra
no ar.
O vôo do corpo.

Desdobra redobra
na Terra.
A obra-corpo Deleuze



MENINA
                      Paulo Cecílio

MENINA TEU SILENCIO
É DINAMITE NAS ARTÉRIAS.
SANGUE BOMBA,
O CORAÇÃO BOMBEIA.

TRÁZ A COR DAS TÂMARAS
NAS PUPILAS AGITADAS,
ONDE MORAM PROFETAS
DO ANTIGO TESTAMENTO.

TEU CIUME:
QUANDO NÃO MATA, DIVERTE.
JURA QUE ODEIA,
E POR MEIA HORA, ACREDITA...

4 comentários:

Marta Rúbia de Rezende disse...

Obrigada Jorge. Ficar ao lado desse Paulo Cicílio é uma glória. beijo M

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta, tua presença me acolhe me estimula a pensar, lutar, sonhar e viver...
O Paulo é uma grande pessoa, humana e dada as loucuras do mundo de utopias e sonhos, vida nova e alvoreceres encantados,
Abraços com ternura, Jorge

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Obrigado companheiro ... é sempre bom estar aqui no seu espaço ....tão generosamente cedido a outros grandes poetas ...um abraço fraterno

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, sua presença nos enriquece... Sinta-se que esta é sua casa, também... Espaço pra poesia, trocas e café... Abraços com terura, Jorge