terça-feira, 15 de março de 2011

DIÁRIO DE BORDO: POR NOSSA VIDA DE COMUNHÃO...

                                                        Jorge Bichuetti

Não quero mentiras, nem necessito de tergiversações...
Tento manter o blog com fluência e versatilidade; porém, luto, tendo como ausência temporâria mimha própria contribuição... A Lua anda linda, companheira e amiga; porém, eu tive alguns problemas de saúde... E aí, lento e atrevivido, só com muita lentidão ando conseguindo por em dia minha vida... Vida que eu amo e que não me pesa... Pesa as imagens que faço de mim e da vida.
Estou louco por poder ficar mais tempo no computador e enteragir; ver os blogs que amo e neles  deixar minha opinião... Luto, me refaço... Quero estar junto, com a mesma velocidade que nos marcou o encontro...
A lentidão me dói... Embora, diga nada há que nos traga  alguma preocupação.....
Talvez, esteje levando um soco na minha onipotência...
Talvez,  esteje sofrendo de feridas no narcisismo e no meu individualismo...
Talvez?....
Porém, o que sinto é que a trocas diárias, faladas ou silenciosas, compõem a minha vida e que delas não abro mão...
Muitas postagens houveram, em que a minha criatividade andava ausente... Porém, não foram assim..Escrevi tudo, pouco a pouco, com o pouco que restava de mim....
Não vi outros blogs... Não que me faltasse  desejo ou sonho... Sempre me alimentava ao saber que alguém estava produzindo: uma chama, um aguardente....
Seguirei a mesma estrada.... Meus sonhos persistem e não se foram....
Quando  penso ma jornada, a vejo na luz que me revela o alvorecer, um novo dia.
Se são poucas minhas palavras, elas não medem meu coração...
Quero na luz da jornada, estar com os outros em comunhão....
O outro que me dá vida , não é o outro da vida, vitorioso e cheios de glórias....
Minha vida não é minha, nem de alguém escolhiido...
Minha vida ganha corpo na luta por um novo dia; e na minha rebeldia de querer, já, a justiça....

12 comentários:

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬✪ disse...

Seus comentários são sempre fortes e expressivos. Dr. o seu blog é um verdadeiro achado para mim. Rico em poemas e textos que nos faz refletir a cerca do "Eu" verdadeiro. Eu gosto de vir aqui ler seus posts. Tenho aprendido sempre nesta trilha virtual. E há muito que ser lido e aprendido por mim. Abraço e sempre grata por sua companhia. LuGoyaZ.

Tânia Marques disse...

Querido, estou torcendo pela sua imediata recuperação. Te adoooooro! Beijos.

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Bom noite meu companheiro ... a vida é assim ...temos demandas .. nossas e dos outros ...mas ja disse isso antes e volto a repeti-lo, gostria de ter a sua energia produtiva ... mas não tenho eu tb sou lento ... rss estou trabalhando nas nossas perguntas ...uma lida ... milhoes de coisas me passaram ... mas na escrito ... quero responder suas perguntas esse final de semana sob as sombras de um coqueiro a beira mar ....e ai psso divagar com as ondas ....

No destroços da tragédia do Japao e para não perder o costume deixo o meu rastro ... um forte abraço....

A rosa

Se eu fosse Cronos
E pudesse parar o tempo
No exato momento
Antes da grande explosão,
Tu não serias uma rosa,
Uma rosa sem rosa,
A tal rosa da destruição.
No próximo segundo,
Não serias para o mundo,
A rosa do Japão.
Vidas, vidas, vidas,
Subitamente subtraídas,
Pela desrazoada razão,
Criou uma rosa que não é rosa
Rosa de horror e sofrimento,
Lamento e desencanto,
A rosa da explosão.
Mas, não sou Cronos,
Sou poeta,
Só posso o meu triste canto.
(@by Adilson S. Silva)

disse...

Amigo irmão, a potência nem sempre está na agilidade e na quantidade, pode estar num simples olhar, em uma simples palavra, em um simples suspiro! A roda da vida as vezes nos atropela, nos joga para lá, mas mesmo assim seguimos caminhando e cantando a canção, porque o caminho é de multidões e a canção é de corais.
O que pode o corpo lento? qual a potência na fase de lentidão? o que se descobre de novo?
Sua ausência é compreensível e como nos diz Lispector: se perder também é caminho.
Estamos todos aqui, torcendo para que melhore e retorne às trocas virtuais.
Grande beijo!

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, estou bem melhor.... Parecem que as nuvens passaram... Lhe agradeço o carinho,
Abraços com imensa ternura, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

LuGoyaz - querida Luciana - vamos construindo caminhos e horizontes e algumas lutas por um mundo de paz e liberdade... Sua presença nos alegra;
Abraços com ternura, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adison, escreva inspirado no mar com sua beleza e encatamento. Belo poema.
Querido amigo, a escrita que nos leva a pensar é a que nos mobiliza forçças de mudança.
Abraços com carinho, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Jo, querida, nós que trabalhamos acelerados, vivenciar a lentidão, pare-nos que estamos pperdendo; e não é, assim, se ganha... Outro funcionamento, outra sensibilidade...
Vamos com alegria e com os amigos, Jorge

CLARA disse...

Dr. Jorge estimo suas melhoras estou ansiosa para a proxima consulta minha mae esta até hoje na uti, e falar com você ler seu blog é o que me faz fortalecer
Sempre grata,
clara

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Clara, estou bem melhor... Espero notícias suas e de sua mãe... Como anda a recuperação? Saiba que estamos vibrando pela sua paz e alegria e pela recuperação da sua mãe... Abraços com ternura, Jorge

CLARA disse...

Então ela esta praticamente na uti desde o dia da operaçao do femur ficamos so 3 dias no quarto complicou o pulmâo e a agua instalada nele nao cede nem com os medicamentos mas esta lúcida graças a Deus. Quanto a mim estou bem na medida do possivel os medicamentos têm me matindo em pé, porém estou sentindo um vazio muito grande e a solidão que impera apesar de me incomodar tem seus efeitos positivos para rever certas coisas que até então eu não sabia procurar dentro de mim. A luta continua pela vida dela e para eu ter forças como o sr sabe de superar este momento tao dificil da minha vida. Afinal existem as perdas necessarias da vida não é mesmo? e são inevitáveis
Obrigada por sua atenção
beijos
clara

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Clara, as lutas nos deixam tristes... Porém, a fé e a esperança nos sutentam... Busque ler, escrever e orar... Nunca se esqueça que a caminhada se dá com altos e baixos, contudo, sempre com auxílio do mais alto... Abraços com carinho, Jorge