domingo, 22 de maio de 2011

BRASIL - ONTEM, A JUVENTUDE DE SÃO PAULO... FOI VIOLENTAMENTE REPRIMIDA PELA... POLÍCIA MILITAR... ABAIXO A DITADURA! TORTURA NUNCA MAIS!...

                                               Jorge Bichuetti

Como seria bom se os domingos fossem somente dias de poesia, alegria e celebração...
Infelizmente, a vida é real... e a realidade é que novamente a polícia militar volta a reprimir com barbaridade, crueldade e fascismo...
Na semana passado, ouvimos aqui, a última entrevista do professor Paulo freire que dizia para ele o povo devia viver em marcha...
Ontem, na Paulista, coração de São Paulo, a repressão rompe acordo e ataca covardemente uma manifestação pacífica...
Uma manifestação, inicialmente, chamada para ser uma livre expressão da luta pela discriminalização do uso da cannabis sativa, marijuana, e que proíbida havia sido acorada como uma marcha pela livre expressão.
No Uruguay e Argentina, ela discriminalizada e não se gerou o que profetiza o pensamento paranóico: usoo de drogas pesadas...
Luta-se pelo direito do cultivo doméstico; e a repressão, para qualquer analista, parace revelar quem sustenta e viabiliza o tráfico: aneurisma roto na circulação da liberdade e da paz.
O debate é mais profundo; não se combate dependência com violência... Dependência é dor e pede cuidado, clínica...
Hoje, porém, o assunto é mais grave...
Brasil, mostra tua cara!
Digníssima presidenta Dilma Rousseff, o mque será feito: voltou a repressão e a tortura? é légal e legítimo reprimir violentamente as lutas sociais?
Vejamos o que passou...








" O sangue do povo é sangue nosso" Juvenal Arduini
São Paulo não é umfato isolado: Colégio Pedro II, João Pessoa, Vitória, Universidades...
Voltamos a chorar...
" Tortura nunca mais, direitos humanos, sim"...
"Pai, afasta de mim
este cálice 
de vinho tinto de sangue"...

18 comentários:

Tânia Marques disse...

Agora, Jorge, sente o tom da voz do narrador do Jornal Nacional, ele fala docemente como se a repressão fosse algo sublime, para tentar ludibriar o povo: "um policial levemente ferido e seis manifestantes presos". Cada vez mais eu tenho nojo de tudo isso, os governos estão tentando, tanto aqui quanto em outras partes do mundo, Setúbal, em Portugal, por exemplo, sufocar a voz do povo, estão desconsiderando todos os acordos feitos. Por outro lado, isso sinaliza que o povo está com força, está sem a venda nos olhos, está disposto a lutar pelos seus direitos. Dilma, madrinha de casamento da minha irmã, cadê ela que foi torturada e perseguida e agora fica calada. Bjs

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

QUERIDA TÂNIA, AS VOTOS NÃO SAEM NO GOOGLE: TEM QUE SE TENTAR MUITO; SEI QUE O RACIOCÍNO É BINÁRIO; PORÉM , HÁ UMA NÍTIDA NEGAÇÃO DA VIOLÊNCIA, COMO A QUE FEITA COM O POVO DA RUA...
cAMINHAMOS, REISTIMOS E SONHAMOS... SEMEAREMOS O AMANHÃ. aPROVEITANDO A OCASIÃO, QUERIA LHE PROPOR UMDIÁLOGO SOBRE A MODERNIDADE LÍQUIDA E DELEUZE-GUATARI, NUMA CONFLUÊNCIA ONDE JUNTOS PUDESSEMOS ACRESCENTAR ALGOÀ VIDA... PENSE: ME PARECEU UMA COISA BOA DE SE FAZER...
ABRAÇOS COM CARINHO,
INDIGNAÇÃO COM AS FORÇAS REPRESSIVAS E A CERTEZA QUE TERNURA PODE ONDEA VIOLÊNCIA SOMENTE SUPRIME E ASSASSINA...
aBRAÇOS CARINHOSOS, jORGE

Marta Rezende disse...

Jorge querido e amigos do Utopia Ativa, bom dia.
Pois é, a gente fica de boca aberta com a polícia reprimindo uma manifestação dessas: pacífica, brincalhona, por direitos.
A gente sabe muito bem que a polícia corrupta controla o tráfico em seu benefício. Há poucos dias, tomando lanche num boteco no centro de São Paulo, ouvi um policial chantagear uma vendedora de maconha, grávida: "ou você paga 5 mil para nós e continua vendedno a erva ou vai ter esse filho na cadeia"...
O debate sobre as drogas está enjaulado numa hipocrísia nojenta. Precisamos enfrentar esse debate, esclarecer o que são as drogas, porque tanta droga, porque tanto álcool (droga permitida), porque tanta farmácia (cheia de drogas legais), porque tantas novas drogas e tantos novos usuários de droga etc e tal.
As cadeias estão cheias de "avioizinhos" (peqeunos traficantes) e os bandidos estão soltos, soltinhos, muitos andando de carros importados, donos de jatinhos, belas casas na praia etc.
Parabéns pela matéria, Jorgito. Sou totalmente favorável à discriminalização das drogas, principalmente da cannabis sativa.
abarços
Marta

Concha Rousia disse...

Tortura Nunca Mais! Caminhemos juntos, coletivamente, e vivamos como dizia o mestre Freire 'Vivamos caminhando' Acho que este capitalismo nos manteve demasiado tempo quietos, enganados por ilusões que já não conseguem seduzir-nos... Abraços fortes e de carinho para São Paulo, para Tania, e para Jorge, e para todo o que necessite sentir-se abraçado, Concha

edumanes disse...

Estou visitando seu blog, para lhe desejar, resto de bom domingo, e ótimo princípio de semana, e ainda, agradecer seu comentário, em meu blog.
E também dizer não á repressão. Os governantes, por serem incompetentes são a causa das revoltas sociais. E em vez das resolverem distribuindo a riqueza por todos,não o faz a através de justas causas. Preferindo, antes, recorrer ao uso da força policial, para reprimir, quem por seus direitos luta.

Um abraço
Eduardo.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta, já tinha feito uma postagem quando das primeiras repressões; acreditei que fosse localizado, embora, meus amigos que lidam com a luta, diziam, demitiram o coordenado nacional, por uma declaração favorável: até minha mãe antes de morrer, dizia, quando discriminava e sua aspirina... droga é droga... Como cuidadoor, adoraria poder que o suso construtivo ou destrutivo estivese fora da marginalidade do tráfico: a,mo o underground; mas tráfico é foda: os meninos estão na dianteira, ir pra rua e pedir direito de cultivo... Agora, violência, assim, é d+. Temos que exigir ,falando que governo assuma direitos humanos para todos...Desculpe-me a indignação; mas a gente nossa que se cuida nos Caps, ou que cata e poetisa nas ruas... É hora de reler a poética de Alex Polari: não amotoamos tantos cadáveres em vão. É preciso resistir. Blogar, conversar, expor-se... Tortura nunca mais... Um beijão, querida na lágrima de uma derota, mas na coragem de ir pras trincheiras... Abraços com carinho, Jorge.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, sinto como você; somos quietados demais mou mpior nos aquietaram com bananas, espelho e botequim... Tudo de novo, não... Temos que reagir e dizer que não negciamos direitos humanos... Vamos a luta com a força da magia de Compostela: abraços com carinho, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Edumanes, que alegria ter conhecido seu blog e passado lá umtempo de paz. A vida nos pede valentia e resitência ao que já conhecemos onde dá. Começa umjato d'água e depois é o teror... Preservemos a poesia e dignidade, lutando, sonhando - dia-a-dia: a ternura pode construir um outro mundo.
Carihosamente, Jorge

Jhu -Ybotira- disse...

E eu que pensava ser o Brasil um país livre... E onde nós deveríamos ser livres para nos expressarmos... Lêdo engano.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Jhu - Ybotira, temos que lutar e buscar fazer valer a liberdade e a justiça, para todos... A violência puxa o pior de um povo e cria o medo e o terror. Lutaremose valorizaremos a liberdade e justiça, para todos e para nossa gente.
Abraços com carinho, Jorge Bichuetti

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Jorge! Fiquei muito feliz com a tua visita e, principalmente, por teres te tornado seguidor do nosso humilde espaço. Isso somente aumenta a minha responsabilidade de melhorar tudo aquilo que crio e escrevo. Espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado. Eu, particularmente, aqui voltarei mais vezes, pois, além de teres um espaço interessante, tomei a liberdade de me tornar teu seguidor, isso até quando permitires, é claro.

Quanto ao post, bela iniciativa. É muito fácil para o policial estar armado, em grupo e recebendo total apoio das autoridades (in)competentes. Será que vivemos realmente num país democrático?

Abraços e ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Rosemildo Furtado, é uma alegria tê-lo aqui e sempre sinta-se em casa; o blog é nosso. Gostei muito de visitá-lo; deu força e vitalidade ao meu domingo. Voltarei o muitas vezes, sim...
Acho que você expressa o que sentimos, ver, de novo, nossa gente narua sendo massacrado pelas forças repressores, armadas e apoiados pelo poder. A liberdade é bem que devemos e precisamos zelar... Abraços com carinho e que a sua semana seja cheia de alegria e paz. Carinhosamente, Jorge

José Caui disse...

Jorge, mais uma vez eu lamento pelo povo de São Paulo que é desgovernado por um membro da Opus Dei, ala radical da igreja católica, que trouxe o aborto como tema da campanha sórdida de 2010. O povo clama por Liberdade, por direitos básicos, no caso do transporte público o pessoal diferenciado de Higienópolis fez um abaixo assinado contra uma estação do metrô na região, ai o pessoal da rede social convocu o Churrasco da Gente Diferenciada que foi um sucesso, no quesito educação a ordem é baixar o cassetete, balas de borracha, spray de pimenta e gás lacrimogênio nos professores, e penso que precisamos nos unir mais e apoiar todas as manifestações que clamam por Liberdade de Expressão, pois ainda vivemos uma ditadura policial, midiática e sem ter pra onde correr ou se apoiar. Abraço

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Cauí, é profunda a dor de ver , novamente a juventude, que sai naluta, sonhando entre lágrimas das feridas abertas pela repressão.
Des-governo; bomgoverno para as eleitese para a forças da exclusão... Abraços comcarinho, Jorge

Anônimo disse...

Ou eu estou delirando ou voces estão riscando na água.
Dr.Jorge bom mesmo é a sua ternura.
Um abraço da DE

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Descupe-me, só agora tive acesso ao computador: estava riscando.. desenhos de um mundo novo: cheios de ternura, amor e igualdade social.
Vemos a vida de ângulos diamertralmente opostos - creio na mudança, no novo, no amanhã... Abraços com imenso carinbho; Jorge

Marta Rezende disse...

Ainda com a ajuda da Lucia (acho que já abusei, vamos parar, mas ela quer mais; não gostava de blog, agora sei não...). Vim aqui pra ver os debates sobre a maconha e encontrei o anônimo DE. Como eu gosto de DE,: Delírio, Desejo, Deleuze. Há quem delire à la psicanalise (papai e mamãe) e há quem delire à la esquizoanálise ("delira-se sobre algo bem diferente, é aí que está o segredo do delírio, delira-se sobre o mundo inteiro, delira-se sobre a história, a geografia, as tribos, os desertos, os povos..." Deleuze -abecedário).

Nesses dias sem braço, vou delirar o mais que puder. Riscarei todas as águas, gotas, poças, lagoas rios, oceanos. E também as águas que correm no meu corpo. É agua pra riscar que não acaba mais.

beijo molhado de águas riscadas da
Marta

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta e Lúcia, risquemos as águas e nela escrevamos as palavras do novo, as disruptivas palavras que desterritorialize a vida e o mar possa ser o leito das utpias , riscamdo nno caminho para o horizonte um poema de amor nas trincheiras da luta.
Abraços com carinho, Jorge Bichuetti