sexta-feira, 27 de maio de 2011

DIÁRIO DE BORDO: ENTRE LEMBRANÇAS E SONHOS...

                                                                 Jorge Bichuetti

Madrugadeiro. A solidão se consumou... A Luinha sonha com seu um príncipe e eu mordo os lábios de ciúme... O quintal guarda a quietude do fim da noite: as árvores contemplam as estrelas. Silêncio, sossego... Muitos fogem do silêncio e da solidão; fazem muito barulho: lembranças que voltam, sonham que acordam... O rebuliço da vida num cantinho do nosso coração.
Animado por um Haikai de Concha Rousia que veio de além-mar, fiz meu café, saboroso. Vejam como é preciosa a poesia de nossa querida:
" Café amargo
descobre em tua boca
paladar doce" Concha Rousia
Lembranças, sonhos... e alegrias...
Partilho uma muito íntima: A poetisa Evanir fez uma homenagem aos meus singelos poemas, poesia de aprendiz - estão no se blog magnífico - www.aviagem1.blogspot.com. Minha eterna gratidão. Imerecida homenagem, porém, abrirei uma exceção e desfrutarei da alegria...
Na vida colecionamos lembranças e sonhos... Uma multidão que permanecem calados ou sussurrantes no nosso íntimo.
As lembranças só conseguem vir a tona e não nos paralisar, se as fitamos, sabendo-as propriedade de um tempo que passou... Podemos nos inspirar nelas; porém, jamais ressuscitá-las... No eterno retorno, o que volta já volta diferente...
Podemos inspirados nas alegrias vividas, reinventar um novo, incorporando aquilo que passou persiste encantador...
Podemos, também, reinventar o hoje e o amanhã, livrando-nos do que percebemos insuportáveis ou superados nos contos das nossas lembranças.
Os sonhos dizem muito... falam de desejos evitados, frustrados, abandonados...
Examiná-los nos possibilita compreender o que desejamos deles... Paisagens do que poderia ter sido e não foi... Ou investimentos que hoje, mais organizados e amadurecidos, gostaríamos de ousar...
Muitos dos sonhos que relegamos às margens do caminho, relegamos por pressões das expectativas do outra, por pressões externas...Resgatar sonhos que ainda produzem sentidos, é intensificar e potencializar, diversificando, a nossa capacidade de existir e ser feliz.
O instrumenta musical no baú... A viagem nunca feita... A dança, leituras, experimentações...
Estão ali... no cipoal das lembranças e sonhos.
Cabe-nos decidir , se elas ainda fazem sentido... Se ainda são desejadas...
O ser humano é será sempre inacabamento, ser capaz de se desfazer e refazer-se... projeto, tarefas, caminhos...
Somos travessia...
Na travessia, miremos o porvir...reelaborando os ecos do passado.


 Upop-JA - DIA 07 - GRUPO DE ESTUDOS; E DIA 11/06 - CURSOS E OFICINAS...

23 comentários:

Marta Rezende disse...

Jorge querido queridíssímo, que bom que vc existe.
Ciúme? É, a gente tem disso, mas passa e aí a gente vê a bobagem que é o ciúme. Depois, vêm outros ciúmes. Até que um dia, creio modestamente, acabam-se os ciúmes. Não vejo a hora de nunca mais ter essa coisa.
Muitos lindos poemas no blog.
beijos
Marta

Anne M. Moor disse...

Mas as vezes tão difícil de essa travessia né?

beijos
Anne

Hermenêuticas de Lou disse...

Dr. Jorge, coincidência ou não, vc tem suas luas reais, a do céu e a que vc dedica parte dos seus textos. Acho isso legal, cativante mesmo. Eu, amo a lua, mas as que tenho somente uma é real, a do céu, porque as outras eu as crio, são todas imaginárias, não seria eu a Maria imaginária dos contos nordestinos que imaginava somente Santo, e coisas divinas? brincadeirinha. Lindo texto e obrigada por seu apoio lá no Lou Moonrise. Muitas luas lá tem. Tenha um excelente fim de semana. Abraço de amizade e profundo carinho. Lou Moonrise.

Hermenêuticas de Lou disse...

Ah Dr., quando estiver disposto que eu publique algum poema vosso, eu abrirei uma categoria em seu nome lá no meu cantinho singelo. Abraço e ternura por sua amizade. Lou Moonrise.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta, meu ciúme já virou ciuminho: ela - a lua - anda linda; e vamos caminhando... Esperando você com energias produtivas e inventivas: beijos, beijos e beijos... Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, o belo é superar-se na alegria de construir pouco a pouco um meio: um espaço de sonhos onde borboleteia entre flores e poesias.
abraços com carinho; Jorge

Mila Pires disse...

Jorge, quanta ternura nesses teus sonhos...e que linda a tua intimidade com a Luinha...isso é deveras encantador! Penso nas lembranças como forma de reviver momentos e pessoas que passaram por nós e deixaram algo muito especial! Penso os sonhos como meio de continuar a caminhada...com objetivo...ser e ajudar o próximo ficar feliz!

Abraços...com carinho...

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Lu, seria uma alegria estar no seu blog: meus poemas não são de qualidade, mas como a alegria é maior que a consciência da desvalia: me honraria muito.
Temos nossas Luas - e somos luas da vida... com suas fases e faces.
E enluar-se de alegria a vida flui com os encantos das ondas do mar. Abraços com ternura; Jorge

Leka disse...

Concordo com vc ao falar que os sonhos revelam muito dos nossos desejos e do inconsciente!
bjs paz e obrigada pelas visitas!

Concha Rousia disse...

Alegra-me muito Jorge, ter-te enviado um haiko com cafeina, e deu para a partilha com as amigas todas e os amigoa aqui, junto dos sonhos, as alegrias, que bom estava hoje o café e as partilhas... Abraços com carinho, Concha

M. disse...

Muito bom encontrar blogues como o teu. Gosto de pessoas inteligentes e cultas,

Escreves bem e pensas bem.

Vou me instalar...prepara-te:)

edumanes disse...

De visita, para lhe desejar uma boa tarde, e ler seus poemas, cuja a leitura me fazem sentir mais feliz.

Evoca o nome de uma grande senhora poetisa Evanir. Coração bondoso, talvez frágil? Apaixonada por uma viagem imaginária, mas que jamais terá fim!

Bom fim de semana
Eduardo

Concha Rousia disse...

Deixo este link para tu veres o que aconteceu em Barcelona...
http://www.rtve.es/mediateca/fotos/20110527/mossos-cargan-contra-indignados-plaza-cataluna/75135.shtml
triste,triste... tanto mal-trato, tano desprezo pela libertação do ser humano, tanta defesa do estrblisment... Abraços para ti meu amigo com carinho, Concha

Concha Rousia disse...

Aqui mais...

http://www.youtube.com/watch?v=Geg_6Xoy04s&feature=player_embedded
mais dor, mais impotência...

Marta Rezende disse...

Oi Anne, a vida é só travessia. Né? As vezes as águas parecem calmas, mas de repente..., eis que de repente, aquela agitação nas águas internas da gente. Não há o que fique de pé. beijo Marta

Evanir disse...

Querido Amigo..
Eu não sou poeta e sim apaixonada por poesias desde criança.
Recordo desse tempo com tristeza e saudade nem dinheiro eu tinha para comprar um livro por menor que fosse bastava para minha felicidade..
Um dia fiz um poema era final de Ano recordo a cada palavra .
Como não tive oportunidade de estudar quando desejava recolhi dentro do peito todo desejo de escrever por não ter um bom portugues sem ter ideia onde vai virgula eu parei.
Querido amigo me tira uma duvida aquele longo poema é todo meu?
A muito tempo queria homenagear você mais é tudo tão simples o que faço ...E você merece muito mais ...Creia foi de todo meu coração tudo que mais queria era homenagear de alguma forma um poeta que leio seus poemas a algum tempo.
Não esqueça de dizer se esse poema tão grande é todo meu..
Um feliz final de semana beijos de paz amor e luz,,Evanir.

www.aviagem1.blogspot.com

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Leka, teu blog é a magia da ternura - recanto de suavidade. Voltarei sempre. Beijos com paz, alegria e luz... Abraços com ternura, Jorge Bichuetti

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, foi na hora: fiz o café e comecei a trabalhar as lembranças e sonhos e suas funções renovadoras e paralisantes. Viva nossa cafeína coletiva. Ternamente, meus abraços, jorge.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

M. Esteja conosco sempre: somos companheiros de sonhos e de ternura, A visitarei muitas vezes, pois me senti acolhido.
Abraços com carinho, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Eduardo: a poesia é uma viagem na trra do nunca; que no desenhar dos versos torna-se porvir... Sua companhia nos alegra e estimula, abraços com carinho; jorge bichuetti

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, a repressão é tirania que violentamente arracam as asas das borboletas que enfeitam de cores, luzes e vida no horizonte de um povo; os poetas e os sonhadores são alguimistas que tecem com suas próprias lágrimas novas asas.
Indignadi, verei, Meus solidários abraços, com carinho e espírito de perteência. Beijos, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta, meu mar agitou.... Agora, que retomei meu leme eremos.
abraços com carinho, a você ea nossa querida Anne. Beijos, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Evanir, teu e já estava desenhado quandoa vi sempre como um alicerce onde uma torre de cristal nascia feita de versos; depois, com sua homenagem, imericida, decidi publicá-lo num ato duplo_ gratidãoe abraço; conversemos mais... a prosa e a vida s vidas que tecem versos no vivido.
Abraços a poetis amiga e irmã, jorge