sexta-feira, 24 de junho de 2011

AMOR VERSUS CIÚME

Éramos o amor e a alegria
num suave bailar co'o vento;
tecíamos, da aurora ao luar,
a poesia da ternura partilhada
nos voos da vida sonhada
entre beijos, carinhos e afagos...

Nosso amor era a florada
da celeste, eterna primavera
por todos os deuses abençoada...

Flores do caminho, singelas e
tenras, não suportamos o vendaval...
O ciúme chegou e nublou nosso destino;
deixando no chão da saudade,
como ervas daninhas, ali pregados;
longe do calor da paixão e distante
do azul sereno do horizonte perdido...

Solitários, agora, vemos nosso desgoverno:
o ciúme não era faísca do amor crepitante;
era, tão-somente, sombras do egoísmo e
cinzas da morte, que não sabia nem podia
entender os voos do amor para além do eu
na cósmica fusão da vida fertilizada
pelo próprio hálito do amor de Deus... jorge Bichuetti



15 comentários:

Vid@cigana disse...

Querido amigo, perfeito!
Gostaria que os casais que ainda vivem a ilusão de trancar as portas e as janelas para a vida, pensassem no que você apontou aqui, com arte e magia!
"De a quem você ama, asas para voar, raizes para ficar e motivo para voltar" Dalai Lama
Tenha um excelente dia!

Rosi Alves... disse...

Ciúme demais nunca foi bom mais o amor supera tudo...tem coisas que não é para ser.Uma ótima sexta espero que esteja melhor da gripe.

Paulo Francisco disse...

O ciúme é um perfume que se não usado na dose certa, estraga.
Um abraço.

Gisele disse...

Sua sensibilidade e naturalidade em tratar assuntos tão delicados me impressionam. Muita luz pra vc. Abraços. Gisele

Gisele disse...

Sua sensibilidade e naturalidade em tratar de assuntos tão delicados me impressionam. Muita luz pra vc. Abraços. Gisele

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Sumaia: só assim o amor flui libertário, sem as nuvens asfixiantes da opressão; abraços ternos, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Rosi: viver é partilhar; se o amor trilha as veredas da partilha cria cumplicidade e lealdade. Abraços com carinho, jorge
ps. estou melhorando.De repousoe com chás.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Paulo Francisco: corretíssimo , amigo, fragância que pode ser nauseante ; Abraços ternos, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Gisele: o carinho que você transmite é luz que impregna o ar. Paz e alegria; Abraços ternos, jorge

Mila Pires disse...

Jorge, o ciúme é erva daninha alimentada pelo egocentrismo.Um olhar que só consegue focar o próprio umbigo!Cuidemos para não alimentar essa erva.Seu texto ficou ótimo...como sempre!Abraços...com carinho...Mila.

Concha Rousia disse...

Jorge: que belamente expressado, essas ervas ruins do ciume nascem nos mais lindos jardins, mas elas podem ser arrancadas, não podem é serem controladas se elas se deixam crescer, elas roubam os nutrientes do amor :) são incompatíveis, certamente... mas podem ser arrancadas de raiz aí elas secam e o jardim fica na paz do amor puro. Abraços com ternura e muita saudade, ontem foi noite de São João saltamos sobre as fogueiras, em números sempre impares... (saltai 3) pedimos nossos desejos e deixamos a água a receber o influxo da Lua, hoje nos lavamos com essa água e já estamos prontos para renovar o ciclo mais uma vez... Com carinho, Concha

IGB-Frutal disse...

Dr. Jorge, amanhã estarei em Uberaba para encontrá-lo. Com carinho, abraços, celso.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Mila: o ciúme é o ar asfixiante que rouba a brisa e os ventos; aí a vida cristaliza... Abraços, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha: que belo ritual. É de origem céltica?... Os rituais são formações coletivas que permeiam a vida de esperança e aurora; saudades... Semeano sempre a flor do amor no jardim da vida. Abraços com carinho, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Celso: estarei lhe aguardando; e poderemos conversar com sonhos e visão da caminhada. Abraços ternos, jorge