quarta-feira, 26 de outubro de 2011

POESIAS: REVOADA NO PAIOL...

                  EU TENHO MEDO...
                            Jorge Bichuetti


Num canto, parado, eu tenho
medo do medo que me cala.
                          que me fala
de monstros e crueldades...


Eu tenho medo do medo...


Não do medo de viver o
começo ou o fim; meu medo
anda no meio...
no meio do rosto triste,
no meio do rosto seco,
no meio do rosto louco,
no meio... da vida;
da vida, eu tenho medo...


Não tenho medo da vida
que caminha, sonha e desanda...
meu medo é da vida que se esconde
no reflexo dos espelhos,
nas miragens dos armários,
nos ruídos dos porões...


Eu tenho medo.
Um extranho medo...
medo de ver nos meus olhos
o medo que me abortou,
antes que em mim nascesse
o desejo de viver...


Eu tenho medo... medo
de encontrar a vida bela.
a vida minha, agora de mim distante,
se o medo não me houvesse amputado 
a ousadia de sonhar e vocação de voar...

7 comentários:

Tânia Marques disse...

Eu tenho medo, eu tenho medos, uns monstruosos, outros formiguinhas. Beijos

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia: tenho medo e coragem... e tenho medos na pele: a poesia exconjura-os... meu carinho, jorge

OceanoAzul.Sonhos disse...

Medo que nos sufoca e nos seca por dentro. A palavra liberta-nos.

abraço meu amigo
oa.s

Anônimo disse...

OCASO
Dr. Jorge,

Está tudo bem.Carinho, De

Eu tenho medo de não ter medo.

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Tania e Jorge .... saudade de vcs ... abraços fraternos

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

OA.S - a palavra rompe o medo , pois desafia sua lado obscuro... abraços com ternura, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson: saudade de voar, sonhar, carinhar... abraços, jorge