sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

SOCIEDADE DE AMIGOS: O CANTO DO INFINITO NA POESIA DA ADILSON S SILVA

Caminho das estrelas

              Adilson S Silva



Caminhando por entre estrelas
Passei a noite encantado
Com tanto brilho
Que meus olhos não quiseram dormir

Então hoje, eu acordei o sol,
Que despontou a me sorrir,
Bebi sua luz,
Anunciando um lindo dia,
Invadindo-me assim,
Com um olhar risonho,
Pois tive um lindo sonho

Sonhei acordado
Saudosa miragem
Não era ninguém
Não era nada
Uma tola alucinação...
FONTE: rimastruncadas.blogspot.com 

2 comentários:

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Bom dia ...a gente aprende a tirar proveito até da insônia ....rsss
um abraço

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, uma belíssima poesia me anuncia que sonhava acordado entre o luar e as estrelas... voo do coração na leveza da ternura; abs ternos; jorge