quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

SOCIEDADE DE AMIGOS: A POÉTICA ENRAÍZADA NAS PULSAÇÕES DO INFINITO - ANNE M MOOR

                      DESABROCHAR
                               Anne M Moor


Desabrochar no outono da existência
traz um sabor especial de bem estar:
É permitir-se, enfim, o prazer de viver.
É reconhecer-se mulher em todos
os sentidos possíveis.

Desabrolhar o âmago da flor que

em nós se esconde tão bem:
É libertar-se das amarras irracionais.
É perfilhar o perfume da rosa em
moradas outras.

Eclodir na maturidade de uma vida

bem vivida com prazeres, dores, angústias:
É continuar a caminhada em paz.
É enxergar as pessoas com outro foco.
É abrir os braços à vida!


FONTE:http://anne-lifeliving.blogspot.com/



Um comentário:

Anne disse...

Jorge querido

Obrigada por postar este poema aqui... É um que gosto bastante e que vez por outra preciso ler pra me lembrar o que é paz!

beijo grande
Anne