quarta-feira, 4 de abril de 2012

DIÁRIO DE BORDO: NA ESCURIDÃO DA NOITE, O BRILHO DAS ESTRELAS...

                             Jorge Bichuetti

Novo dia... A alegria da vida contagia no azul que clareia o horizonte...
Sonhei. Sonhando vi meus vadios passarinhos na cantoria do alvorecer... No quintal, a roseira me envolve, rogando o benefício de u'a poda, anda ávida de florescer...
Não se pode negar a teimosa preguiça humana: na noite, negamos a beleza do céu estrelado... não vemos um arco-íris nas singelas gotas de orvalho... Nem notamos a germinação do amor, prodígio perene do vida...
Amamos e somos amados...
No entanto, preferimos lastimar os amores perdidos e os que não conquistamos...
Tendemos a hipervalorizar as dificuldades; e quase nunca vemos as alegrias e potências que abundam e nos possibilitam viver com intensidade, criando linhas de vida nova... colorindo de novos sentidos o caminho e o horizonte da existência.
O mundo cinzento e de repetições, vida de rebanho, nos condiciona a viver imerso no niilismo e na desesperança... Naturalizamos dores e limites... Não ousamos reinventar a vida e o mundo... E, assim, passamos a conviver com a violência e com o desamor, com a exclusão e com o bullyng, como se fossem manifestações da natureza humana...
Somos produzidos socialmente...
Somos produtores da reprodução do socius excludente e desumanizado...
Não podemos deter os males do mundo, se não retomamos nossa capacidade de tecer os fios da história... Urge empoderar-nos da nossa capacidade de protagonista do destino...
Há atrás de cada fato nossa presença: nosso agir, nossas omissões...
Agimos desvitalizados quando introjetamos uma ideia de que o poder se dá somente nos tronos e fuzis; o poder é institucionalizado no estado... ele, todavia, passa e toca-nos, vive em nossas mãos... mãos adormecidas pelo fatalismo que legitima a tirania...
Um mundo de ternura mora na flor que não plantamos...
Um mundo de paz pulsa na nossa alma que se viu acorrentada e nada fez diante da violência e da guerra...
Um mundo de solidariedade brilha nos sonhos e nas poesias que suprimimos do nosso cotidiano...
Transformar o mundo, mudar a vida - persiste como um desafio atual que nos provocam a todos...
Não paralisemos nossas vidas na lágrima chorada, quando, lá fora e dentro de nós, existem uma multidão de sorrisos que esperam vidas que sejam caminhos para que possam estrelarem o horizonte da noite longa que oprime a humanidade e os nossos corações...

4 comentários:

Beatriz Cecília Oliveira disse...

ooi , seus textos são lindos , to te seguindo , me segue de volta ?

CLARA disse...

Dr jorge nao estou conseguindo entrar em contato na clinica eu estou bem porem estou precisando das receitas por que meus remedios estão acabando - assim que puder me responda por favor para que eu possa ir busca-las...
obrigada
clara

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Beatriz, que alegria tyê-la conosco... na partilha da luta pela vida enternecida no luar e na aurora... me diga qual é o seu blog; pois gostaria muito de ir e partilhar... abs ternos; jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Clara, estive em Sergipe... volttei na terça; assim, estamos aqui... não fique sem seus medicamentos. Abraços com carinho, jorge