domingo, 20 de maio de 2012

POESIA: UM CADINHO DE CARINHO

                   CORPO NO MAR...
                  Jorge Bichuetti


Nús... no êxtase poético 
do amor conjugado,
lançamo-nos no mar. 
Nós e as ondas: carícias mútuas,
um jogo de carinho 
que fazia no escuro da noite
o despertar bailarino 
de mil e uma  estrelas,
do céu e do mar...


Já outros, foram lançados 
no revés da vida; jugo de morte
que tentou apagar das vielas da história
nossas velas acesas, nossas tochas guerreiras...
um carinho maior do que a terra e o mar...


                   AQUELA FLOR
                              JORGE BICHUETTI

lembra, menina,
no lusco-fusco do entardecer,
fiz duma flor
nosso sol, nossa lua,
o fogo da ternura 
do nosso incomensurável bem-querer...


agora, caminhos percorridos,
vidas levados entre o pranto e o abraço,
nosso abraço de adeus;
lembro que ali ficou nosso flor...


Lhe peço, então menina,
que lh'a dê aos nossos
meninos e meninas
que as trincheiras da morte 
nos roubaram,
póis eram o carinho maior,
eram a ousadia do sonho, 
eram o romper da aurora...


o amor é a eternidade da vida
soprando voraz... as cinzas da morte.


                             LUTEMOS
                                     Jorge Bichuetti

Lutemos. A vida passa,
o relógio enferruja-se e
o tempo soberano sempre será
o tempo da floração
da semente plantado
do beijo dado
do caminho sonhado...


7 comentários:

paulo cecilio disse...

BELÍSSIMO! BELÍSSIMO! A TERNURA GUERREIRA NO AMANHECER PASSARINHO...

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

paulo e eles cantam com o magia de fazer o tempo copiá-los numa troca de alegri, insurgência e paz...

Vera disse...

Sem comentários... LINNNNNNNNNNDOOOOOOO!!!

Vera disse...

Linnnnnnnnnnndooo!!

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Vera, minha gratidão... que a poesia nos clareie caminhos e sonhos. abraços com ternura, jorge

Concha Rousia disse...

QUE BELO E INTENSO É TEU POETAR JORGE... LER-TE E CRESCER INTEIORMENTE TANTO TANTO... BEIJOS NA TUA ALMA DE POETA, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, Galiza e Gerares; terras e flores, pássaros., luares. Tecemos, amigo, o sonho e dureza do caminho na alegria dos versos que cantam e lamentam, mas, que algo dizem...
Meu carinho, abs ternos, jorge